Notícias
22 Mar. 2019 Arcas e baús evocam viagens nos 500 anos da circum-navegação Em março, no âmbito do projeto que assinala os 500 anos da circum-navegação, o Museu de Lamego viaja pela coleção de mobiliário. Evento
Em destaque, um baú e uma arqueta, objetos que serviam necessidades funcionais do quotidiano, procurando conforto e afirmação, quer no espaço privado quer no espaço público. A escolha destas peças volta a evocar o imaginário das viagens, porque deste tipo de objetos se teriam atulhado as naus e acompanhado navegadores para longas distâncias...

Feitos de materiais económicos ou preciosos, depurados ou ostensivos, grandes ou pequenos, guardavam todo o tipo de bens, dos mais comuns aos mais nobres, animando um intenso mercado que aumenta com o desenvolvimento socioeconómico. Atividade importante para a região, pela barra do Douro terá passado produção oriunda do Alto-Douro, Entre-Douro-e-Minho e Beiras, podendo alguma desta produção ter sido mesmo realizada em Lamego.

De destacar as influências que as viagens de navegação trouxeram ao mobiliário português, com novas matérias-primas, técnicas e modelos, presentes nas peças que em março o Museu de Lamego destaca. A primeira, um baú do século XVIII, registado nos inventários do Paço Episcopal de Lamego de 1821, 1826 e 1860, com o interior forrado a damasco, teria guardado os pertences dos prelados: paramentaria, alfaias litúrgicas, entre outros objetos. O segundo, uma arqueta do século anterior, executada em madeiras exóticas, faz parte do Legado do poeta Fausto Guedes Teixeira e marca presença no "Mobiliário Artístico Português”.

Em janeiro, a viagem por "12 meses 12 peças” arrancou com uma Sege da coleção de meios de transporte do museu, proveniente do antigo Paço Episcopal, que terá servido os bispos da diocese nos finais do século XVIII e século XIX. Em fevereiro, partimos à aventura com um mapa em grande formato, que apresenta o continente africano e ilhas, numa imagem coerente com o pensamento e os modelos cartográficos da Europa da época. 

Continuamos a viagem em março, agora a convite de uma arca e de um baú.