Notícias
22 Mar. 2019 Carta de Pero Vaz de Caminha em destaque Em março continua a viagem pelos livros da Biblioteca do Museu de Lamego, no ano em que se assinalam os 500 anos da circum-navegação.


Em destaque, "A Carta de Pero Vaz de Caminha” impressa em 1943 e editada no Rio de Janeiro por Jaime Cortesão, parte integrante da Coleção Clássicos e Contemporâneos.

Figura ímpar da cultura portuguesa de meados do século XX, Jaime Cortesão procura enquadrar o leitor em relação a Pero Vaz de Caminha, à Carta, ao seu género literário, ao descobrimento do Brasil e ao impacto da sua descoberta, sem esquecer a construção do conceito do Novo Mundo.

Com esta obra, o autor pretende reforçar o vínculo e a colaboração entre Portugal e o Brasil e divulgar a cultura luso-brasileira. Não será por acaso que selecionou para primeiro número desta coleção "A Carta de Pero Vaz de Caminha”, que representa o início da ligação entre Portugal e Brasil. 

A Carta, datada de Vera Cruz, 1 de maio e assinada por Pêro Vaz de Caminha, escrivão enviado por D. Manuel na armada de Pedro Álvares Cabral, é o primeiro testemunho da existência de um mundo até então desconhecido e que mudaria a face da terra. 

É este mundo que Jaime Cortesão traz a todos os públicos com a publicação da Carta, tendo feito, por um lado, uma reprodução fac-símile associada a uma transcrição rigorosa, ao mesmo tempo que apresenta um outra reprodução adaptada à linguagem atual, sem deixar, no entanto, de começar por estudo preparatório do documento, de forma a facilitar a sua compreensão. 

É com Jaime Cortesão que em março o Museu de Lamego continua a viagem pela sua biblioteca, num convite para uma volta ao mundo, em "12 meses 12 livros”.