Notícias
15 Fev. 2019 Mapa do século XVIII em destaque em 12 meses 12 peças Em fevereiro, o Museu de Lamego destaca em «12 meses 12 peças» um mapa de África da sua coleção, uma edição de 1785.


São importantes ferramentas de orientação, localização e compreensão do território. Fabulados e imprecisos, com carácter artístico, foram, ao longo dos séculos, tornando-se cada vez mais rigorosos. Em fevereiro, o Museu de Lamego destaca-os em "12 meses 12 peças”, ao apresentar um mapa de África da sua coleção, uma edição de 1785, a partir de desenho do cartógrafo francês Jean Baptiste Nolin, ao serviço de Luís XVI. Recentemente inventariado, este é o segundo objeto que em 2019 evoca a viagem, assinalando mais uma vez os 500 anos da circum-navegação.

Em janeiro, a viagem por "12 meses 12 peças” arrancou com uma Sege da coleção de meios de transporte do museu, proveniente do antigo Paço Episcopal, que terá servido os bispos da diocese nos finais do século XVIII e século XIX.

Em fevereiro, partimos à aventura com um mapa em grande formato, que apresenta o continente africano e ilhas, numa imagem coerente com o pensamento e os modelos cartográficos da Europa da época. Apontam-se as rotas, as descobertas, nomes dos descobridores, mas também cenas alusivas à missionação, ao encontro entre autóctones e europeus, à fauna e à flora.

Provavelmente parte integrante da Biblioteca do antigo Paço Episcopal, ocupa este mês lugar de relevo enquanto peça do mês. O Museu de Lamego dedica-lhe um olhar mais atento, em www.museudelamego.gov.pt.