Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
  • Museu D. Diogo de Sousa
Localização 41.44264 | -8.292257
Rua dos Bombeiros Voluntários 4700-025 Braga
Informação Útil
HorárioTodos os dias. De 16 Setembro a 31 Maio: Das 9h30 às 17h30 |
De 1 Junho a 15 Setembro: Das 9h30 às 18h00.
Contactos
Criado em 1918 e revitalizado em 1980, o Museu D. Diogo de Sousa é um museu de arqueologia, aberto ao público desde Junho de 2007 num edifício construído de raiz. As suas coleções são fundamentalmente constituídas por espólio resultante da investigação arqueológica que tem vindo a ser realizada na região Norte, em especial na cidade de Braga. O seu acervo abrange um vasto período cronológico e cultural, compreendido entre o Paleolítico e a Idade Média.

A exposição permanente está organizada em torno de quatro grandes núcleos. O primeiro abarca o Paleolítico, Mesolítico, Neolítico, Calcolítico, Idade do Bronze e a Idade do Ferro. Sob o ponto de vista geográfico, a área de proveniência destas coleções abarca a região do Minho. Nas outras salas, as coleções provêm de Bracara Augusta e do território em seu redor.

Na segunda sala podem observar-se elementos que ilustram a integração da cidade do Império Romano e o desenvolvimento de atividades locais: cerâmica, metal e vidro. Na terceira sala pode tomar-se contacto com a informação alusiva ao urbanismo, espaço público e doméstico romano. Na última sala, para além de um conjunto de miliários romanos provenientes das vias pode observar-se o espólio de necrópoles. Alguns achados associados à religiosidade, no período romano e paleocristão, encerram a exposição permanente.

A cave do Bloco de serviços conserva vestígios de uma habitação, "in situ", da época romana, com um mosaico.
    Acessibilidades:
    • Rampa de acesso à entrada do museu. Possui cadeira de rodas e elevador. Tem acessos para pessoas com deficiência motora.

    Serviços disponibilizados ao público

    • Acolhimento
    • Loja a funcionar durante o horário normal de abertura ao público
    • Cafetaria e restaurante a funcionar durante o horário normal de abertura ao público.
    • Exposição permanente de Arqueologia
    • Exposições temporárias
    • Cedências de espaços para eventos
    • Jardins
    • Auditório
    • Serviços de apoio técnico: restauro e conservação, desenho arqueológico, valorização das ruínas

    Serviço Educativo
    Visitas guiadas, oficinas e outro tipo de atividades para grupos escolares e outros.

    Centro de documentação/biblioteca
    A Biblioteca do Museu oferece apoio na pesquisa em função do acervo disponível que abrange temas relacionados com Arqueologia, Museologia, Conservação e Restauro, História e Património regional.

    Auditório
    121 lugares, com equipamento de som e imagem e com cabines preparadas para tradução simultânea

    Edições do museu
    "Museu D. Diogo de Sousa. Roteiro", Lisboa: Instituto Português de Museus, 2005.
    "Museu D. Diogo de Sousa. Guide", Lisboa: Instituto Português de Museus, 2005.
    "Vita Vitri: O Vidro Antigo em Portugal", Lisboa: Ministério da Cultura, Instituto dos Museus e da Conservação, Museu D. Diogo de Sousa e Museu Nacional de Arqueologia, 2009.

    Como chegar:
    Autocarros urbano: 7 transportes Urbanos de Braga
    Estacionamento: Parque de estacionamento junto ao museu.